Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


E AGORA, JOSÉ?

por Francisco Gomes, Quarta-feira, 22.03.17

Dia 19 de março é dia de São José e pouco sabemos do homem que criou Jesus Cristo. O pouco que os Evangelhos falam dele, dizem que era operário da construção civil. Na Liturgia Portuguesa, sintetizou que era carpinteiro. Por isso, Jesus Cristo era conhecido como o “Filho do Carpinteiro”. Segundo alguns livros “apócrifos”, ao conhecer a Virgem Maria, já era viúvo e tinha vários filhos.  Por isso, a Bíblia tem razão quando se refere a irmãos de Jesus Cristo, pois tem vários irmãos por parte de Pai.

São José é venerado em duas datas. Em 19 de março como Pai Adotivo de Jesus Cristo e Protetor da Igreja Universal e no dia primeiro de maio como São José Operário, numa alusão ao Dia do Trabalho. José trabalhava com madeira e com pedras, fazia construções de residências. Trabalhou na construção de Séfores, primeira capital da Galileia, que fica a sete quilômetros de Nazaré, onde morava. Também trabalhou junto com Jesus Cristo, na construção de Tiberíade, a capital ao lado do Mar da Galileia, mandada construir por Herodes Antipas, em homenagem a Tibério, Imperador Romano. Foi durante o seu governo que nasceu Jesus Cristo e foi crucificado sob as ordens do Governador Romano, Pôncio Pilatos. Jesus em sua vida terrena, nunca esteve em Tiberíade, chamava de “cidade do mal”.

Quando José começou o seu relacionamento com Maria, era bem mais velho do que ela. Depois de três meses na casa de sua Prima Isabel, quando do nascimento de João Batista, ela voltou a Nazaré, grávida. José não querendo acusá-la de adúltera, para não ser apedrejada, resolveu assumir, abandonando-a em segredo. Quando se afastava de Nazaré teve em sonhos uma visão angélica, que lhe dizia ser aquela gravidez, obra do Espírito Santo, que Maria fora escolhida por Deus, para trazer ao mundo o seu Filho Jesus. Ele deveria voltar aceitar Maria e assumir a Paternidade Adotiva do Filho de Deus.

José voltou, recebeu Maria e assumiu ser o guardião do Templo Vivo da Santíssima Trindade. Pois Maria fora indicada pelo Pai, para gerar o Filho, pelo Espírito Santo. Maria transformou-se em Templo da Santíssima Trindade neste mundo. Assumiu também Jesus Cristo, sendo seu Pai Adotivo. Que bom seria se o Natal não fosse só um dia. Se todas as Mães fossem como Maria. Se todos os Pais fossem como José. Se nossos filhos se parecessem com Jesus. E o nosso Lar fosse aquele lugar humilde, cheio de felicidade, a semelhança daquele Lar de Nazaré.

    

Deus abençoe a todos

         

Agostinho  Gomes  Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:54


Comentários recentes




GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg