Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


CONTADOR DE VISITAS


contador View My Stats

página de fãs


Pesquisar

 

sitemeter


Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Memórias - Parada do Corgo - Veiguinha

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 09.03.17

VEIGUINHA

Anos sessenta. Domingo à tarde:

- Vamos jogar a bola?

- Pra onde?

- Prá Veiguinha. Pra onde havia de ser?

Havia dois espaços mais próximos onde, ao cair da tarde, nos entretíamos a dar uns pontapés. Um era nas Mós, outro, Atrás do Iteiro. Mas a Veiguinha era a Veiguinha. O nosso Maracanã. Ou, mais portuguesmente, o nosso Estádio da Luz.

Do cimo do povo até lá, cortando caminho, uns mil metros sempre a subir. Mais perto, o centeio e o milho ocupavam tudo o que pudesse dar um recinto de jogo à medida. Até na Serra, onde crescia a floresta e o mato, se plantavam batatas. Várias famílias aí cultivaram o seu sustento, ou parte dele.

Por essa altura, era comum ouvir diálogos como este:

- Ó ti Firmino, amanhã vou semear batatas... lá prá Queimada, mas precisava que o sr me fizesse um favor..

- Só se não puder? E o que é?

- Precisava que me levasse umas sacas de semente...

A que horas começais a sementeira?

- Às nove.

- Às oito horas, tenho as vacas jonguidas. Depois é só carregar e subir pi acima.

O ti Firmino Ricote era dos poucos que, naquela altura, dispunha de uma junta de vacas. Sempre pronto a ajudar, este homem foi um modelo de prestabilidade.

A Queimada ficava quase no cimo da Serra. Cultivar num sítio tão ermo, só pra quem tinha grande coragem e necessidade.

A Veiguinha, talvez por falta de água de rega, teve outro destino. Um destino lúdico que viria a ser mítico.

Quem passa o viaduto de Vila Pouca de Aguiar na direcção de Vila Real e olha à sua direita vê uma fraga em cima de um morro feito de terra saibrosa, lages, tojos e giestas. Como se fosse um mamilo no topo de um seio, essa fraga assinala esse lugar mítico conhecido pelo famoso nome "Veiguinha".

Bem perto da fraga, existe, desde os princípios do século passado, um campo de futebol onde a juventude de outrora viveu tardes de euforia que ficaram para sempre gravadas na memória colectiva dos paradenses.

Esse campo não era um primor. Havia sítios onde as lages mais próximas da superfície reapareciam, e outros onde o piso tinha altos e baixos. Porém, à volta, o cheiro a resina vindo dos amplos pinhais que o circundavam eram mais um pulmão ao serviço dos jogadores, cuja energia revigorava a cada inalação do magnífico ar da Veiguinha.

Foi aí que os jovens de então se divertiram, pontapeando bolas que o tempo levou, mas não apagou das nossas memórias.

 
 
Gosto
Gosto
Adoro
Riso
Surpresa
Tristeza
Ira
 
Comentar
Comentários
André Ribeiro de Oliveira
 
André Ribeiro de Oliveira Eu vi esse campo nas duas vezes que estive em Parada!
Tb tenho um local desses: onde hj funciona o Shopping Tijuca foi, outrora, um magnífico cenário da minha infância e dos meus amigos dessa época!
Paulo Silva
 
Paulo Silva Boas recordaçoes ! Eu lembro-me que nos 80, ainda jogavamos nesse terreno com um historial para muitos Paradenses. Divertiamos-nos contra equipas do outro lado da Serra (Campo de Jales, Reiz de Monte, etc.). Nesses anos, tinhamos duas boas equipas em P...Ver mais
Francisco Da Cunha Ribeiro
 
Francisco Da Cunha Ribeiro Excelente evocação dessa equipa que era quase imbatível, amigo Paulo Silva.
Francisco Da Cunha Ribeiro
Escreve uma resposta...
 
João Ribeiro
 
João Ribeiro Que saudades da querida Veiguinha, quando fui para o Brasil a minha despedida da Aldeia foi lá, e como estávamos em finais de Janeiro a saudosa Tia Adelaide Segurelha me deu um saco de castanhas e um garrafão de vinho para fazer um magusto, lembro que ...Ver mais
Francisco Da Cunha Ribeiro
 
Francisco Da Cunha Ribeiro Belas memórias que se têm da Veiguinha, mas não se prezam essas memórias.
Francisco Da Cunha Ribeiro
Escreve uma resposta...
 
Agostinho E Manuela Casal
 
Agostinho E Manuela Casal Mais um belo texto escrito e publicado pelo nosso estimado amigo Dr. Francisco Cunha. Ainda existe muitos vivos dos mais antigos como sendo o Aprígio, Joaquim, Rogério. João Chaves, Manuel Moreiro, João Ferreira, Francisco Chaves, Manuel Gomes, Armando...Ver mais
Francisco Da Cunha Ribeiro
 
Francisco Da Cunha Ribeiro Amig Agostho, acho que a fazer falta as tuas histórias...
Francisco Da Cunha Ribeiro
Escreve uma resposta...
 
Agostinho Gomes Ribeiro
 
Agostinho Gomes Ribeiro O primeiro Campo na Veiguinha, foi feito pela minha Turma, Foi para receber o pessoal de Quintã. Limpamos o terreno. Fomos roubar seis pinheiros nas Barrias, para fazer as traves. O primeiro Golo, naquele tempo, foi feito pelo Carlos da Tia Isaura. O chefe do Equipa era o Nelinho.
Francisco Da Cunha Ribeiro
 
Francisco Da Cunha Ribeiro Carlos da Tia Isaura?!
João De Sousa Ferreira
 
João De Sousa Ferreira Anos 1956-1957-1958 e 1959, foram anos de glória para a equipa de Parada.
João De Sousa Ferreira
 
João De Sousa Ferreira O Carlos é filho do ti Ilidio Serrista.
João De Sousa Ferreira
 
João De Sousa Ferreira Agostinho não mencionaste o Zé Bonito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 11:55

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg