Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Julho 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Nascentes de Inverno

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 27.07.16

Há estados de alma tão fugazes como as nascentes de Inverno: jorram muito, duram pouco. A vitória de Portugal no Campeonato da Europa de Futebol é uma nascente que secará brevemente.

É verdade que a história do futebol lhe reservará para sempre um capítulo escrito a letras de ouro, onde se narrará o feito nunca antes alcançado.  Porém, como todas as grandes façanhas, ficará a saudade a remoê-la de vez em quando, enquanto alivia a dor de novos fiascos.

Estamos num tempo em que valorizamos pouco o que temos de verdadeiramente grande. A começar pelos grandes escritores. As massas não valorizam, por exemplo, um dos mais brilhantes escritores de todo o mundo, com berço, casa e sepultura em Portugal. Quando se fala desse escritor incomum há ainda quem o confunda com um jornalista já falecido (Fernando Pessa). Se houvesse um campeonato do mundo de escrita, Fernando Pessoa tê-lo-ia ganho, sem dúvida alguma. A não ser que a "arbitragem" (o juri) aceitasse ser corrompida por um loby qualquer e desse a vitória ao Rodrigues dos Santos...mais fácil de ler e perceber...por ser um escritor "mais pimba".

Vivemos fascinadíssimos com o vulcão dos sentidos e quase não nos apercebemos que, por debaixo destes, num lugar mais remoto e eterno, existe um oceano de lava que é o sentimento.

Se o Mundo lograsse entender que são os sentimentos profundos que mais afirmam a humanidade, deixava de se preocupar tanto com o verniz ilusório da ambição e da cobiça.

Li algures que um grupo de quatro famílias, amigas há muitos anos, resolveram construir, num lugar isolado e recôndito da América, quatro casas para nelas viverem juntas. Ao mesmo tempo que apreciei a ideia, vislumbrei naquela atitude uma demontração inequívoca do que é o Mundo onde vivemos: um lugar onde as pessoas já vivem juntas mas, apesar disso, se querem reajuntar (leia-se separar) tentando viver mais felizes.

O problema é que nunca se sabe se um dia destes essas quatro famílias não quererão "reajuntar-se" outra vez.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:13

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg