Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Julho 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


Nascentes de Inverno

por cunha ribeiro, Quarta-feira, 27.07.16

Há estados de alma tão fugazes como as nascentes de Inverno: jorram muito, duram pouco. A vitória de Portugal no Campeonato da Europa de Futebol é uma nascente que secará brevemente.

É verdade que a história do futebol lhe reservará para sempre um capítulo escrito a letras de ouro, onde se narrará o feito nunca antes alcançado.  Porém, como todas as grandes façanhas, ficará a saudade a remoê-la de vez em quando, enquanto alivia a dor de novos fiascos.

Estamos num tempo em que valorizamos pouco o que temos de verdadeiramente grande. A começar pelos grandes escritores. As massas não valorizam, por exemplo, um dos mais brilhantes escritores de todo o mundo, com berço, casa e sepultura em Portugal. Quando se fala desse escritor incomum há ainda quem o confunda com um jornalista já falecido (Fernando Pessa). Se houvesse um campeonato do mundo de escrita, Fernando Pessoa tê-lo-ia ganho, sem dúvida alguma. A não ser que a "arbitragem" (o juri) aceitasse ser corrompida por um loby qualquer e desse a vitória ao Rodrigues dos Santos...mais fácil de ler e perceber...por ser um escritor "mais pimba".

Vivemos fascinadíssimos com o vulcão dos sentidos e quase não nos apercebemos que, por debaixo destes, num lugar mais remoto e eterno, existe um oceano de lava que é o sentimento.

Se o Mundo lograsse entender que são os sentimentos profundos que mais afirmam a humanidade, deixava de se preocupar tanto com o verniz ilusório da ambição e da cobiça.

Li algures que um grupo de quatro famílias, amigas há muitos anos, resolveram construir, num lugar isolado e recôndito da América, quatro casas para nelas viverem juntas. Ao mesmo tempo que apreciei a ideia, vislumbrei naquela atitude uma demontração inequívoca do que é o Mundo onde vivemos: um lugar onde as pessoas já vivem juntas mas, apesar disso, se querem reajuntar (leia-se separar) tentando viver mais felizes.

O problema é que nunca se sabe se um dia destes essas quatro famílias não quererão "reajuntar-se" outra vez.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:13

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg


subscrever feeds