Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


O SEMINARISTA

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 11.09.14

 

 

 

Uma lição Improvável

 

Onze anos de vida junto da avó e da mãe, quase todos sem pai, numa submissão total aos mandamentos da Igreja, tornaram-no tímido e inexperiente. Sexo era tabu. Pior, era pecado. Estava escrito algures na cabeça de cada um: Proibido perguntar ou tocar no assunto.  Experimentar só lá pra depois da tropa.

O certo é que, depois, no seminário a timidez agravou. Aumentou com o convívio repentinamente numeroso e “forçado” com estranhos vindos de lugares improváveis. E cresceu com a nova e mal aceite sujeição hierárquica.

O Sr Diretor fazia-se respeitar à base da ironia e da humilhação. Era portanto um bom gestor do sistema. O jovem seminarista tinha-lhe, porém,  mais receio do que respeito. Sentia vergonha de lhe falar, de o olhar até. Evitava-o quanto podia, e como sabia. Nos passeios, refugiava-se na retaguarda da fila; Nas aulas fazia que lia ou escrevia, enquanto o Sr Diretor explicava. Confessar-se, a Ele… nunca esteve nas suas cogitações.

Um dia estava o pequeno seminarista na aula do Subdiretor. Este, do alto do estrado, olhou-o e disse: “ O Sr Diretor está à tua espera no gabinete”.

O tímido seminarista estremeceu, ficou pálido, levantou-se titubeante, e lá foi bater à porta do gabinete do Diretor.

- Entre!

Entrou. Ficou de pé à frente da secretária, a olhar o cinzeiro e outros objetos.

- Sabes por que te chamei cá?

Levantou um pouco a cabeça, olhou na direção da janela, e respondeu:

- Não, Sr … Sr. Diretor

- Por causa das tuas notas. São baixas. Sobretudo a de Matemática. (Era a única negativa. Tinha catorze a Latim, a Ciências, e a Comportamento. Às outras, onzes e dozes).

O seminarista ouviu então uma estranha pergunta:

- Tu já mexes com certas partes do corpo?

Era o mexias. Nunca até aí o seminarista tivera qualquer experiência de auto-satisfação sexual.  Por isso não percebeu a pergunta. Apenas balbuciou um “não Sr. Diretor…”, como se estivesse no confessionário a negar um pecado.

Seguiu-se uma teoria espantosa sobre os efeitos da líbido no rendimento escolar. O Sr. Diretor estava convicto que o “mau” aproveitamento escolar do Seminarista poderia ter explicação no desperdício excessivo e escusado de esperma, pois, na sua ideia, o pequeno seminarista , em vez de estudar, passaria esse tempo  a  “descascar a banana”, como quem diz, a masturbar-se.

Entretanto, o tímido Seminarista,  à beira da lágrima e do soluço, foi chamado, com toda a ternura, pra junto do Sr Diretor, que, ofegante e concentrado,  continuou a sua incrível lição:

- É que o nosso cérebro funciona à base de energia, percebes? E essa energia é canalizada através desse líquido … estás a entender?  E quanto mais líquido tivermos armazenado, mais inteligentes ficamos, compreendes?

Entretanto, batem à porta … “alguém precisava urgentementede falar com o Sr Diretor”.

Não se recorda o Seminarista quem era. Lembra-se que sentiu uma sensação agradável, de libertação. De alívio.

Depois, muito depois, pensou: " Será que era um enviado de Deus com o gravíssimo encargo de travar o pecado iminente do Sr Diretor?"

 

 

 A.V.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:37

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg