Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Outubro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


CARICATURA HOSPITALAR

por cunha ribeiro, Quinta-feira, 25.03.10

À PROCURA DO SR DR

 

No Hospital de Vila Real ( e noutros pelo pais além) caso você pretenda  obter informações  do médico a quem o acaso da sorte ( ou do azar ) “entregou”  um vosso familiar, siga os seguintes conselhos:

 

PRIMEIRO:  Inspire fundo e expire uma dezena de vezes,  para se sentir relaxado.

SEGUNDO: Se mesmo assim, achar que poderá vir a ferver em pouca água, ao encontrar alguma contrariedade, saia e procure fazer uma  sessão de yoga.

TERCEIRO:  Verifique, depois,  se pode saber, por alguém, se o Sr Dr está dentro do gabinete , e, caso lhe digam que sim, deixe-o estar, não  incomode. É que a  tenção pode subir de imediato ( a do Sr Dr, e a sua).

QUARTO: Não bata à porta, que pode enervar o Dr. Espere pacientemente, que ele há-de sair.

QUINTO:  Esteja, contudo, muito atento a ver quem sai e quem entra no gabinete, não vá ele sair, e, depois, nunca mais ninguém lhe sabe dizer onde está.

SEXTO: Quando finalmente o Sr Dr sair, abeire-se e faça um ar de arrumador de carros, com vénia e tudo. Vai ver que resulta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:00

URGÊNCIAS DO HOSPITAL DE VILA REAL: UM MUNDO LOUCO

por cunha ribeiro, Terça-feira, 23.03.10

 

UM MUNDO LOUCO


Não me causa um átomo de espanto, a notícia da fuga para a reforma de muitos dos nossos médicos.

Para além de outras razões, que certamente haverá, há uma que me atrevo a adiantar como fundamental: a enorme canseira e desgaste que é trabalhar nas urgências dos hospitais, hoje em dia.

É que o mundo das urgências hospitalares é um mundo verdadeiramente louco!

Nos corredores, os doentes, deitados em macas em fila indiana, outros sentados em cadeiras de rodas, vão desesperando, enquanto esperam o milagre de terem médico à disposição. Os familiares, coitados, por ali vão estando, a olhar para um lado, a olhar para o outro, e, entre dentes, a lamentar tudo aquilo.

Batas verdes e azuis vão e vêm; entram e saem, às dezenas. As brancas mal se vêem. Aé parece que jogam às escondidas com os familiares dos doentes.

Por circunstâncias que ultimamente se vão repetindo, fui obrigado a assistir a esta autêntica tragicomédia que é estar nas urgências com um familiar.

Agitado, na cadeira de rodas, o meu pai, tentava, de vez em quando, perceber o que estava ali a fazer... Às vezes, no meu regresso da enésima espreitadela à zona das batas brancas, já estava o meu doente a ver se saía da estranhamente imóvel cadeira, em busca de paz numa pequena agitação do seu corpo.

Isto já muito depois de o ver com o olhar húmido e turvo, de queixo enterrado em pleno pescoço, o lábio inferior muito curvado, a deixar escorrer uma baba esbranquiçada, aos meus olhos, muito esquisita. E de ter sacado alguma serenidade por via da resposta que me foi dada pela circunstancial enfermeira que ali passara: “ Isso deve-se a uma infecção urinária… o resto parece estar bem.”

Entretanto, o meu relógio deve ter percebido que estava numa noite especialmente ocupada. E lá me ia informando da passagem das horas, sem que, quase nada acontecesse.

Até que, dois médicos iam a passar e…

Eu: “ Srs Drs! Será que este doente já está esquecido?” ( Assim mesmo, com toda a secura de quem estava pelos cabelos de estar à espera de nada).

Um dos médicos: “ Sabe que…” ( ia desfiar a justificação do costume).

O outro médico ( uma médica, por sinal..): “ Traga-me o seu pai…”

O mundo que parecia estar tenebrosamente escurecido ficou um pouco mais colorido… de branco. A feminina criatura revelou uma sensibilidade que eu já não imaginava possível descobrir em quem quer que fosse àquela hora. Aquela alma leu tudo, perguntou tudo, observou tudo, escutou tudo.

Quando saí, perguntei-lhe o nome, para nunca mais o esquecer.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:19

HOSPITAL DE VILA REAL QUE APRENDA COM O DE BRAGANÇA

por cunha ribeiro, Segunda-feira, 08.02.10
O HOSPITAL DE VILA REAL NÃO SE IMPORTA DE XUTAR OS DOENTES PARA CASA. MESMO QUE TENHAM DE AVISAR A SEGUIR QUE O DOENTE AFINAL ESTAVA COM  UM PROBLEMA GRAVE DE SAÚDE...( MAS VOLTAREI BREVEMENTE AO ASSUNTO...).
 
Luís C. Ribeiro  Hospital de Bragança deixou de prestar serviço de apoio ao domicílio, que passou para os Centros de SaúdeHospital de Bragança deixou de prestar serviço de apoio ao domicílio, que passou para os Centros de Saúde

08 Fevereiro 2010 - 00h30

 

Bragança: ARS Norte garante habilitação dos enfermeiros

Médicos evitam altas precoces

O serviço de apoio ao domicílio da equipa de enfermagem do serviço de Ortopedia do Centro Hospitalar do Nordeste (CHNE) passou para a responsabilidade dos Centros de Saúde. A decisão não colheu a concordância do corpo clínico, porque o apoio especializado era um projecto pioneiro no CHNE. Permitia que os médicos dessem altas precoces aos utentes, por terem a garantia de que o acompanhamento necessário continuaria a ser feito na residência de cada um. O serviço, graças à deslocação do enfermeiro, também evitava deslocações do doente ao hospital.

 

A ARS Norte considera, agora, que uma vez que os Centros de Saúde já dispõem das chamadas Unidades de Cuidados de Comunidade, que prestam os cuidados domiciliários, "não faz sentido manter-se a redundância". A ARS garante ainda que os enfermeiros dos Centros de Saúde estão habilitados a fazer o serviço.

Os médicos estão apreensivos e insistem que os enfermeiros que prestam estes cuidados têm de ter especialização em Ortopedia e uma ligação directa ao médico. Continuam a não concordar com a argumentação e o mais certo é que prolonguem os dias de internamento dos seus doentes, alegando que não têm reunidas as condições de "confiança e segurança" necessárias para dar altas precoces.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:50

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes




IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg