Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Outubro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


EM CAUSA PROPRIA

por cunha ribeiro, Terça-feira, 29.12.09

 

A REGIÃO DO DOURO, SOBRETUDO O VALE ENCOVADO DA RÉGUA, É UM DOS SÍTIOS DA TERRA LIGADOS À MINHA EXISTÊNCIA ( E À DE MUITOS OUTROS AGUIARENSES...).

 POR ISSO AQUI ESTOU A COLABORAR NUM JORNAL DE QUE GOSTEI À PRIMEIRA VISTA...

 

O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
 
 

SECÇÃO: Opinião

A legitimidade ilegítima

Mais tarde ou mais cedo todos irão perceber a “ irrelevância governativa” em que estamos metidos.

foto
O Sr Presidente da República já demonstrou possuir uma gritante ausência de tacto político. Pensa, pondera, calcula…; a seguir, repensa, repondera, recalcula…; depois, volta a pensar, a ponderar, a calcular… E ao fim de tanto usar o seu raciocínio, deixa correr o marfim, escusando-se a tomar posição, “para, alegadamente, não o acusarem de intrometido…”.
Fosse Cavaco um Presidente que equilibrasse a ponderação com a decisão, o pensamento com a acção, e já há muito teria provocado a queda do governo de Sócrates.
Razões? Tinha um rosário delas. Mas mais que haver muitas ( que as há ) elas têm sido, sobretudo, substantivas. Ou seja, são daquelas razões que não deviam deixar qualquer dúvida a pairar no cérebro de um Presidente. Tratando-se, claro está, de um Presidente seriamente preocupado com o futuro do seu país.
O pior é que, na ausência de um Presidente mais interventivo, temos uma opinião pública que parece anestesiada. E quanto à opinião publicada, deixou-se, em grande parte, cair na rede do peixe graúdo. O que sobra são umas vozes soltas, desarticuladas, e, na sua maioria, a medir as palavras pelas consequências daquilo que diz, na sua própria vidinha.
Choca-me imenso não ouvir ninguém comparar o gesto político de Jorge Sampaio, ao forçar a queda de Santana Lopes, com a ausência dele neste caso concreto.
O raciocínio lógico, pela comparação, parece-me um bom e esclarecedor raciocínio. E há muito que este me anda a “ fazer remoinho” no cérebro.
É que me assaltam, com uma frequência inusitada, uma sequência de perguntas que ainda não tiveram resposta de ninguém ( nem mesmo do “iluminado” Pacheco Pereira…)
Santana Lopes foi “despedido” porquê? Aumentou o défice externo? Permitiu que o desemprego disparasse? Fez alguma reforma sem nexo no sector do Ensino? Era suspeito de ter cometido algum crime?
Parece que nada disto aconteceu com Santana Lopes!...
Dir-me-ão: “Mas Santana Lopes era muito de andar pelas festas… E tal…; e não foi capaz disto e daquilo… E por aí fora. ( Só faltando dizer que ganhou duas Câmaras no totoloto…).
( Não, eu não sou santanista…Sou racionalista… Sigo as teses que defendem a escolha do “menor dos males…”.
Ora Santana Lopes sempre seria esse tal mal menor que obrigaram a sair do governo para entrar o tal “mal pior”…
Vejamos por que razão digo isto:
Santana Lopes estava ou não a governar o país?
Será que andava a roubar? A corromper? A ser corrompido? A preparar reformas atabalhoadas na saúde ou na educação?
E se falarmos em legitimidade política, vejam bem os caminhos da lógica:
Santana Lopes não governava em coligação maioritária com o CDS? Assistiram a algum confronto político entre ambos de forma a pôr em causa a governabilidade do país?
Vejamos agora este governo P.S.:
Governa em minoria parlamentar; vai ter um confronto político e legislativo muito sério com a oposição multipartidária. O que pode levar ( e levará, muito em breve) à ingovernabilidade do nosso país.
Pelo exposto, ( mas não apenas por isso), o Presidente da República, (embora, tardiamente, caso o fizesse) deveria “acabar” com este governo, para não se andar a “patinar” ainda mais tempo, com consequências imprevisíveis para o futuro do nosso país.

Francisco da Cunha Ribeiro, Professor e Advogado
c/- Diplôme de Langue et Culture Française ( Sorbonne, Paris)
- Diplôme Supérieur d`Études Françaises Modernes ( Alliance Française de Paris)
- Licenciatura em Linguas e Literaturas Modernas, variante Português/ Francês, pela Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro;
- Licenciatura em Direito, pela Universidade Católica do Porto.
 
 
 

 
 
 
 
 
 



 


 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:57

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes


Posts recentes


Posts mais comentados


IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg