Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


Colaboradores - Clique nas fotos para aceder aos textos de cada Colaborador

ela, 2. antonio candido . 8341659518_ecc98db9f2_m . Cândida dos Reis Dias Pinto . minha foto. agostinho ribeiro . agostinho . francisco gomes .

calendário

Outubro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


O HOMEM DOS SETE OFÍCIOS

por cunha ribeiro, Terça-feira, 23.02.10

 

 
O TI AUGUSTO
 
 Nos meus idos anos de escola primária, pelo mês de Junho, quando começava a aquecer, punha os meus pés em liberdade, e as botas, as chancas, ou mesmo os socos entravam de férias. Aliás, quase todos nós, os catraios da escola, fazíamos isso na aldeia. Era um regalo largar aqueles dois amieiros, ( a que chamávamos tamancos) cheios de tachas, grudados aos nossos pés, por uma sola bege ou preta.
Em Parada, havia um homem que não devia ficar  nada contente com isso. Um homem, único na nossa aldeia,  que, além de ferreiro, pedreiro e trolha, também era soqueiro.
Refiro-me ao Ti Augusto, que tinha a alcunha “Ferreiro”, mas era muito mais do que isso. E é quase certo que este desapego da criançada  aos socos, durante as férias de Verão, lhe esvaziava um pouco a algibeira.
Talvez fosse por isso, que o Ti Augusto se exercitou noutras áreas, e quando não lhe encomendavam os socos, ou fazia paredes, ou concertava as pernas aos potes.
Este homem, talvez dos mais anciãos de Parada, a viver ainda, no lar de Vila Pouca, merecia uma homenagem.
Exagero? Julgo que não.
Há homenagens muito menos merecidas por esse mundo além.
Bem sei que o Ti Augusto é um homem simples e, talvez , até, “analfabeto”. Mas é justamente por isso, por ser simples e analfabeto que eu lhe realço o valor que ele teve.
O Ti Augusto foi, na sua vida activa, um homem utilíssimo à nossa aldeia. Não foram apenas as centenas de pares de socos com que ajudou a calçar os homens da aldeia. Nem os utensílios em ferro que concertou.  Foram as paredes, foram as casas que ajudou a construir.
 O seu trabalho é, aliás,  visível e duradouro. Muitas das pedras da capela do Santo foram picadas por ele. E, também por isso, se lhe perdoa a pequena vaidade, bem visível neste diálogo que ficou famoso, quando andavam a levantar a capela:
- Então, Augusto, a obra anda ou não anda?
- Anda, pois!
- E que me diz do Mestre da obra?
- O Mestre?  Eu é que sou o mestre!”
Não, o Ti Augusto não era  - não foi - o Mestre daquela obra.
Mas foi o Mestre dos sete ofícios, na sua aldeia. Nisso ele não foi apenas Mestre, mas  foi o Único Mestre até agora.
 
 
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:53

Capela de Parada de Aguiar e Rua do Arco, com ef. especiais


Created by Watereffect.net
Created by Watereffect.net


Comentários recentes


Posts recentes



IMAGENS DA NOSSA TERRA

CLIQUE NA FOTO PARA ACEDER À GALERIA DE IMAGENS DE PARADA DE AGUIAR parada em ponto grande para imagem de fundo.

GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg