Created by Watereffect.net Created by Watereffect.net

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BLOGUE PARADA DE AGUIAR - Mais sobre mim


calendário

Abril 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30


página de fãs


Pesquisar

 

Google Maps


Ver mapa maior

PARADA DO CORGO

viveiro em 1987


UMA TARDE INESQUECÍVEL

por Francisco Gomes, Quinta-feira, 13.04.17

Até ao meio dia daquela Sexta Feira, o sol brilhava intensamente. No entanto, por volta das quinze horas, caíram profundas trevas sobre a Terra. Relâmpagos cruzavam o espaço, uma vez por outra, iluminavam a Cruz do Salvador e aparecia aquele corpo mutilado. Quando a escuridão se tornou mais intensa, ouviu-se uma voz, que deixou a todos aterrorizados. “Tudo está consumado”!”(Jô 19,30)” Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito.” ( Lc 23,46). Então Jesus inclinou a cabeça e morreu. Naquele momento, uma luz muito brilhante, iluminou aquele Corpo pendente da Cruz. O Centurião romano que assistia a todos os acontecimentos, não se conteve e exclamou:  “Verdadeiramente, este homem era o Filho de Deus!”

Este acontecimento provocou uma enorme confusão. As pessoas eram lançadas umas sobre as outras, as pedras rolavam pela montanha abaixo. As autoridades presentes, apavoradas, jogavam-se umas sobre as outras. Enormes trovões sacudiram a montanha, até as cortinas do Templo se rasgaram de alto a baixo. Após alguns instantes de pavor, tudo voltou ao normal.

Um silêncio terrível pairou sobre o Monte Calvário e as multidões, caladas, cheias de medo, foram aos poucos se afastando. Cada um levava em sua mente aquela imagem de pavor, ao ver aquele Corpo Crucificado. Estava sereno, pois havia morrido sem queixumes e sem reclamar, embora sofresse escárnio e zombarias. As únicas palavras foram: “Pai, perdoa-lhes, pois eles não sabem o que fazem.”

José de Arimatéia e Nicodemos, após receberem autorização de Pilatos, desceram o Corpo da Cruz e colocaram-no por alguns instantes nos joelhos de Sua Mãe. Aquelas mãos que haviam acolhido em Belém, acolhiam agora no Monte Calvário, em situação muito diferente, um corpo mutilado e maltratado pela prepotência dos homens. Tudo precisava ser muito rápido, pois já começava a Páscoa dos Judeus. Havia ali perto um túmulo que ainda não fora usado, colocaram ali o Corpo de Jesus. Para os homens, tudo tinha terminado.

No dia seguinte, aquelas pessoas humildes, procuravam por Jesus, nos locais onde ouviam suas palavras, precisavam curar seus males. Mas, aquelas mãos que afagavam, agora jaziam cruzadas sobre o peito, na escuridão daquele túmulo. Ninguém entendia como aquele homem, que tudo podia, não tinha poder sobre a morte. Mas aquele Homem, era Deus.

        

Deus abençoe a todos

   

Agostinho Gomes  Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:40


Comentários recentes




GENTE DA NOSSA TERRA

minha imagem para.jpg